Perfil Institucional

Visão

O ISPT rege-se pelos seguintes princípios:

a) Da legalidade, da moralidade, da impessoalidade, da eficiência e eficácia e da publicidade de seus actos;
b) Da ética, como norteadora de toda a prática institucional, em todas as suas relações internas e com a sociedade;
c) Da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão;
d) Da liberdade de expressão do pensamento, de criação, de difusão e socialização do saber;
e) Da universalidade do conhecimento e do fomento à interdisciplinaridade;
f) Do desenvolvimento científico, político, cultural, artístico e socioeconómico de Angola;
g) Da regular prestação de contas;
h) Da articulação sistemática com as diversas instituições e organizações da sociedade.

Missão

ISPT tem por missão produzir, sistematizar e socializar o saber filosófico, científico, artístico e tecnológico, ampliando e aprofundando a formação do ser humano para o exercício profissional, a reflexão crítica, a solidariedade nacional e internacional, na perspectiva da construção de uma sociedade justa e democrática e na defesa da qualidade da vida.

Visão

O ISPT tem como visão ser uma instituição do ensino superior que cultiva, promove e desenvolve no seu quotidiano práticas que concorram para a sustentabilidade de excelência educativa de acordo com os patamares estabelecidos.

Valores

O ISPT deve afirmar-se, cada vez mais, como um centro de excelência académica, no cenário regional, nacional e internacional, contribuindo para a construção de uma sociedade justa e democrática e na defesa da qualidade da vida, com base nos seguintes valores:

a) Busca contínua de patamares de excelência académica, em todas as suas áreas de actuação, em especial no ensino, pesquisa e extensão;
b) Capacidade de identificar e optar por novos caminhos e de criação de novas oportunidades, carreiras e práticas em conformidade com uma visão inovadora;
c) Criação e difusão de arte e ciência;
d) Capacidade de opinar, influenciar e propor soluções para grandes temas, tais como: acesso ao conhecimento e à cidadania, desenvolvimento científico e tecnológico, violência urbana, sustentabilidade ambiental e desigualdade social, entre outros;
e) Capacidade de intensificar parcerias e convénios com instituições internacionais, contribuindo para o seu próprio desenvolvimento, o do Angola e o de outras Nações;
f) Com docentes, técnicos, administrativos e estudantes livres para desenvolver as suas convicções e vocações no ensino, na pesquisa e na extensão;
g) Capacidade de decisão dos seus próprios rumos;
h) Assegurar o reconhecimento pleno da sua diversidade e autodeterminação dos seus vários segmentos;
i) Administrar e planear estratégias eficientes e efectivas de gestão e de busca dos recursos para a realização de suas metas;
j) Saudavelmente ancorado na concepção de que a saúde é construída e vivida pelas pessoas no seu ambiente quotidiano, contribuindo para uma formação integral e maior qualidade de vida;
k) Orientação pela responsabilidade ética, social e ambiental.